domingo, 18 de novembro de 2007

DESREFORMA



Nem se quer foram concluídas as reformas da Escola Estadual Tristão de Barros e já encontramos portas que ao tentar abrir a maçaneta sai do lugar, e a cerâmica das paredes já querendo cair. Nota-se que o material usado na reforma não foi de boa qualidade. Nem as janelas foram consertadas, apenas receberam uma camada de tinta. Também é chamada a atenção da falta de respeito de alguns alunos, pois já encontramos alguns riscos nas paredes e nas salas 12 e 13 as portas aparentam que tentaram arromba-las.


Já faz mais de um ano que a reforma da escola iniciou, mas no início do ano de 2007 foi paralisada. Depois que concluírem o auditório (que até o momento só está servindo de depósito), a parte frontal da escola for reparada, colocarem o resto do telhado, e restaurar a quadra, então podemos dizer que a Escola passou por uma reforma.

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

compartilhe