sábado, 31 de agosto de 2013

Capítulo 15/19 - Ainda mais subidas



Depois de muito tempo os pneus foram consertados e caímos na estrada novamente. Como sempre eu e Didi ficamos para trás do grupo. Chegamos na cidade de Milagres e a placa nos indicava que para chegar em Juazeiro teríamos que passar por dentro da cidade saindo da BR116. Não me recordo que horas eram, mas já eram em torno de meia-noite e 1 da manhã do sábado. Seguiámos eu e Didi em linha reta quando vimos um cruzamento com semáforo, fomos direto e quando percebemos estávamos em calçamento e numa rua sem fim. Acho que o cançasso da viagem nos deixou abestalhados.

Voltamos e acompanhamos o asfalto. Para nossa felicidade um grupo de moticiclistas que estavam em sua sede nos indicou o caminho correto. Saímos da cidade e o pessoal já nos esperava na igreja do Rosário no distrito de Rosário.

Na saída do distrito, ficamos surpresos com uma passagem molhada, o pessoal pensou que tinhámos pegado caminho errado, mas lembrei-me que quando ia de ônibus passava por ali quando saíamos de Milagres. Pedi confiança no grupo e fomos adiante.

Mais a frente uns 5km nós entramos à direita na CE-293 rumo à cidade de Missão Velha. Ainda pegamos muitas subidas até Missão Velha. A maioria das subidas eram muito altas e sem curvas. Parecia que não ia terminar nunca de subir essas ladeiras. Depois de um posto de fiscalização encontramos Mariano enchendo o pneu mais uma vez, neste momento meus braços estavam doendo bastante e resolvi parar para descançar. Ailton me ofereceu guaraná da Amazônia, tomei e me senti renvado. Segui em frente com todo o apoio moral de Didi.

Próximo: Capítulo 16/19 - Missão Velha: Humor e suspense
 

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

compartilhe