domingo, 9 de novembro de 2014

E se não tiver de Banana com Toddy?



Por John Paul

Uma vez ouvi um áudio do palestrante Lair Ribeiro onde o assunto abordado era expectativa. Falava para trabalharmos mais com possibilidades ao invés de expectativas, ou seja, ter sempre um plano B, uma carta na manga. Pois às vezes os planos não dão certo e tendo várias possibilidades não ficamos tão decepcionados pois há outras possibilidades de planos que possam dar certo. Depois de ouvir isso percebi que já praticava esse método desde moleque.

No meu tempo de menino rim eu e os meninos da rua costumava ficar na calçada debaixo do pé de castanhola batendo aquela resenha e sempre batia aquela vontade de chupar dindin.  E quase sempre eu era o escaldo para comprar os refrescantes e deliciosos dindins que Dona Elita fazia. Eu ia pegando o dinheiro de cada um e eles ia dizendo os sabores que queriam. Os sabores mais atrativos da época eram Quik com Coalhada, e Banana com Toddy. 

Devido a procura maior esses sabores esgotavam muito rápido, então quando o camarada me dizia que queria de banana eu ia logo perguntando: E se não tiver de banana com Toddy eu trago de que? Dessa forma eu evitava ter que dar  outra viagem para dar a má notícia e perguntar que novo sabor o camarada queria. e assim como estávamos trabalhando com possibilidades o camarada não iria ficar muito frustado se eu chegasse com o sabor alternativo que ele pediu caso não tivesse a primeira opção.

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

compartilhe