domingo, 31 de dezembro de 2017

Chão x Asfalto, e aí?

Por John Paul

Do mesmo jeito que existe Coca x Pespi, Canon x Nikon, Vasco x Flamengo, Globo x Record, Safadão x Aviões. No ciclismo também existe aqueles que vão bater o pé pra defender seu chão.

Asfalto x Barro. Essa discussão é velha. Mas tem aqueles que sempre vão ter sua opinião sobre qual o melhor e não abrem pra ninguém.

Há quem diga que o melhor pedal é no asfalto. Tem coisa melhor não estar numa grande velocidade proveniente do esforço das suas pernas. Sem falar que rapidamente você faz uma grande kilometragem. Pra completar chega a galera mais técnica que fala que asfalto dá mais condicionamento físico, trabalha mais o giro. Há quem até que prefira a Speed pelo fato que suja menos e é mais confortável. 

Mas aí vem a turma que gosta da roça, do barro, do xerém. Tem coisa melhor do que estar em contato direto com a natureza? Tá certo que não tem aquela mega velocidade, mas em compensação a adrenalina é maior dependendo do trecho. E tem aquela frase clássica do MTB: Quanto pior melhor. 

Eu sempre tive MTB e sempre pedalo tanto no barro quanto no asfalto. E nessas duas experiências escolhi o meu terreno.  Eu curto mais o MTB. eu já não pedalo muito rápido, sou uma tartaruguinha, então, como já falei lá em cima, pra compensar a lentidão vou pro barro. Pego buraco, terreno fofo, subida ruim, descida perigosa, etc.

Eu até já fiz uma postagem no meu insta declarando meu amor pelo barro:


Uma publicação compartilhada por John Paul (@ociclista) em


Essa questão de qual modalidade é a melhor, tem um bocado de ciclista no Youtube que sempre tem a mesma resposta: Cada modalidade é indicada para cada objetivo. e tem até ciclista que tem uma bike speed e outra MTB pra curtir as duas vibes.

Mas eu pergunto a você: Chão ou Asfalto, e aí?

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

compartilhe