sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Ele largou o emprego por causa da bicicleta

Robson Lira Pedala em média 400km por semana
Imagem: Reportagem Rede Globo
 
Por John Paul

No último dia 30 de Outubro/2013 assistia o Globo Esporte e fui surpreendido com uma matéria sobre ciclismo onde na chamada o apresentador Alex Escobar Escobar dizia “No Recife a prática do ciclismo tá mudando a vida de muita gente”, congelei os olhos na tv para não perder um só detalhe.

Robson Lira de 46 anos era o personagem da reportagem. Um cara que era diretor de uma grande empresa e sempre praticava futebol com os amigos. Mesmo praticando exercícios físicos, o mesmo alega que sentia dores nas articulações, no lombar, na cervical e até fala que o futebol estava fazendo mal a ele “já quebrei perna, fiz cirurgia no ombro” conta Robson. 

Foi quando ele conheceu o ciclismo e largou  o futebol e começou a pedalar e não sentiu mais dores no corpo. Na reportagem ele conta que pedala cerca de 50km a 70km por dia e nos finais de semana 100 a 150km, juntando a semana ele diz que pedala uns 400km, com isso já perdeu 16kg.

O que me chamou a atenção na reportagem é no trecho que ele fala que PEDALAR CAUSA DEPENDÊNCIA, “você dorme, acorda pensando em bike, o foi produtivo, o que melhorar” conta Rodrigo. Eu também sou assim, a maior parte do dia é pensando em pedalar, em equipar a minha burra branca, quantos km quero fazer nesta semana.

E não pára por aí. Se apaixonou tanto pelo esporte que além do futebol largou também 13 anos numa multinacional e abriu sua própria bicicletaria. Pode se dizer que ele está vivendo de bicicleta. Sim, Isso é uma loucura! Mas aqui pra nós, qual ciclista apaixonado que nunca pensou em viver de bicicleta?! Eu mesmo já me imaginei trabalhando numa bicicletaria ou tendo a minha própria.

Robson Lira largou o emprego para abrir sua bicicletaria e hoje tem mais qualidade de vida
Imagem: Reportagem Rede Globo

Realmente a bicicleta mudou a vida do Robson Lira. Eu penso da seguinte forma, o cara está há 13 anos numa empresa, creio que o stress seja enorme para ser diretor de uma grande empresa, então nada mais que justo do que unir o últil ao agradável, pois uma coisa é trabalhar com o que se gosta, e outra coisa é trabalhar com aquilo em que você é apaixonado.

No final da reportagem Robson Lira ainda conta que não vende apenas bicicleta vende SAÚDE e assim ele se sente grafiticado e reazliado. Hoje ele pode dizer que tem qualidade de Vida.

Quer ver a reportagem completa? Clique aqui e confira

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

compartilhe