segunda-feira, 19 de junho de 2017

É um galado mermu II




Por John Paul

Esta semana quase tomei na lata duas vezes quando estava de bicicleta, no mesmo local e a mesma situação.

A primeira foi no sábado. Quando vinha do Bairro Paizinho Maria e seguia para o Centro no mesmo sentido que está a foto acima. O horário era por volta das 8 da noite.

Quando já estou na curva vem uma moto pra cima de mim na contra-mão para entrar na nessa rua ae que vai direto. Quando olhei pra cara do "piloto" ele tava prestando atenção em um bar que tem ali perto, e acabou não percebendo minha aproximação. Sorte que consegui parar a tempo e o danado me viu de última hora e parou.

Na segunda feira, aconteceu novamente à noite, um outro condutor de moto fez a mesma conversão proibida e não me viu, sorte que me liguei logo e fui puxando pra longe da moto.

Mais um vez voce caro leitor deve está pensando "São uns galado mermu". Realmente somos uns galados. Disse somos porque eu também fui um galado e vou dizer o porque.

Fui um galado também porque simplesmente eu estava sem lanterna e nenhum tipo de sinalização. Eu tenho uma lanterna que céga de longe, mas só coloco essa bexiga quando vou para algum pedal à noite.

Depois desse fim de semana quase fatal, agora deixo a danada da lanterna direto na bicicleta. Agora quero ver alguém dizer que não me viu de longe.

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

compartilhe