terça-feira, 20 de junho de 2017

Situações que todo curraisnovense já passou alguma vez na vida

Por John Paul

Dessas situações acredito que todo ser que nasceu ou mora nesta cidade já passou pelo menos 1 alguma vez na vida. Então vamos lá:


  • Chegar na Rodoviária e os taxistas perguntam se você vai pra natal - Você vem chegando em direção ao guichê da Jardinense e começar a ouvir de gritos de taxistas desesperados por passageiros: "Natal ae ó, Natal ae ó?!", eu fico irado com isso. Já teve caso que eu estava na fila do guichê e o taxista vem me perguntar se eu vou pra Natal, que atitude mais fora de ética.

    Às vezes vou em algum lugar e preciso passar ali no trecho da jardinense para ir para a praça da rodoviária, por exemplo. É só eu me aproximar e começa "Natal ae?!". Para evitar eu dou um baita de um arrudeio.


  • Assistir o Canal 4 só pra ver quem morreu - Muita gente liga nesse canal só pra isso mesmo, Basta só ler a última nota de falecimento que muda de canal rapidamente. Alguma vez na vida você tá deitadão no sofá com o controle na mão ae chega sua mãe, tia, avó chega na sala e diz: "Bota ae no canal 4 pra ver quem morreu".



  • Colocar torpedo no Canal 4 - Quem não se sente importante vendo sua foto com nome no Canal 4 com uma linda mensagem e o nome das pessoas que ofereceram o torpedo?! Seja uma criança completando 1 aninho de vida, seja uma pessoa que morreu já faz 20 anos, tá completando ano? coloca torpedo no canal 4.






  • Goderar o jogo do Flamengo no Brasileirinho - Muitas vezes o jogo do Flamengo só é transmitido para quem tem Sky. Mas quem não tem Sky em Currais Novos o que fazer? vai pro Brasileirinho. Mas não precisa se preocupar em ter que sentar à mesa e consumir para poder assistir o jogo. O camarada veste a camisa do Flamengo e fica assistindo o jogo lá da praça



  • Deixar de pagar a conta para farriar - Há uma lenda em Currais Novos que "o povo dessa cidade não tem dinheiro pra nada, mas diga que vai ter uma festa...". Já ouvi isso de varias pessoas "tem gente que deixa de comprar o galeto pra ir pra festa" Até o professor Márcio Pachêco já teve uma aluna que era uma choradeira porque tinha que bater xerox de uma apostila que custava um realzinho, mas quando chegou o finado Carnaxelita - Que Deus o Tenha - estava lá de camisa VIP comprada com dinheiro vivo.

    Quem nunca deixou de pagar aquela continha para ir pra festa, viajar, etc. Ae posta a foto nas redes da sua farra e do outro lado aquela sacoleira vê a foto e fica com os dedos coçando para comentar "Tem dinheiro para farriar, mas não tem para me pagar né sua veaca", mas como isso pode gerar danos morais o comentário não sai do pensamento.

    Eu vou logo dizendo que já pequei nessa situação, em 2009 deixei de pagar umas contas para curtir Magníficos na Du Rei. Só fiz porque era Magníficos. 




  • Ir pra festa e ficar rodando - Não sei hoje em dia, mas há um tempo não muito longe pense numa coisa chata era ir em festa em Currais Novos. O povo de Currais Novos não sabe ficar quieto num canto curtindo a festa, tem que juntar a patóta e sair em filinha no meio do povo, roda, roda, roda e volta pro lugar. É um passa-passa infeliz de gente.


Vai dizer que você nunca passou pela menos uma única vez em alguma situação dessa?

Se não passou concerteza conhece alguém que já passou.

Gostou? Compartilhaí macho.

Não gostou? Compartilhaí e mete o pau, generalize, assim ganho um acessozinhos mais.

Marque alguém que já viveu alguma situação.

Tem mais alguma situação que faltou ae? comenta véi, vamos generalizar a resenha!

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

compartilhe