Capítulo 6/19 - Pit-Stop em Sousa/PB



Já eram mais de 6h quando atravessados a reta e paramos em um posto de gasolina onde o pessoal nos agaurdava. Alguns estavam santados, outros em pé e Joslieto estirado no chão já dormindo. Em fim, chegavamos na terra dos dinossauros. Já estava com dores na coluna, na parte detrás do pescoço e na bunda. Na minha mente era apenas chegar na pousada e cair na cama, mas Didi começou a falar em café com tapioca com queijo ae começou a bater a fome, acabei mudando de pensamento.


Estacionamento da Pousada Dinossauro
Seguimos para a cidade em busca da pousada Dinorrauro que Nego Léo indicou. Pedalamos muito até a Pousada Dinossauro. Acertamos os valores e fomos em busca dos quartos. Foram dois quartos e quem era de Currais ficou num quarto e Acari ficou em outro. Fui olhar no velocimetro da minha bike e vi que já tinhamos atingido a marca de 260km, ou seja já tinhamos passado da metade da viagem e eu tinha superado mais um limite, pois minha maior marca tinha sido 225km no Cinturão do Seridó.

Nosso banquete


Tomamos banho e fomos atrás do café da manhã na pousada, porém Joselito Preferiu ficar dormindo. O cardápio era bem diversificado: melância, mamão, banana, pão, ovo, café, leite, bolachas e cuscuz, uma refeitção dessas encheu o bucho até a tampa.

Essa foto ficou muito esquisita: Mariano e didi parecem que nunca viram alguém comendo pão com ovo
Zé Neto e o motorista Ailton

Didi, Francisco e Mariano

Agora o foco era aprovietar o pouco tempo para dormir, pois nosos plano era pegar a estrada às 15h. Antes de me deitar fui dar sinal de vida para os potiguares: liguei para meus pais minha namorada Mônica, minha mãe, meu pai e também para Estralo (mecânico da oficina de Paulo) fazer a resenha do primeiro tempo da viagem. Encerradas as transmissões fui para o quarto. Todos já estavam dormindo, já eram por volta das 8h quando me deitei.

Nossas bikes ficaram bem guardadinhas



Essa bike aí é a de Didi, do lado do quarto onde ficaram os curraisnovenses
Clique aqui e veja: Capítulo 7/19 - A Surpresa da Cajuína

Um comentário

Angelike disse...

John Paul, a cena dos seus colegas , Mariano e Didi, focando o seu pão com ovo lembra muito Moab Felipe e Jac Souza cobiçando o pizza de Jean Claude (Pedal Natal-Caicó). Nem fale em café da manhã : ). Sou capaz de pedalar kms por um delicioso breakfast). É verdade que tenho um amigo de estrada que tem o dom de contar histórias... E sempre com comidas deliciosas pelo caminho. Ele descreve as paisagens, a estrada, as pessoas, as comidas com tanto entusiasmo que nem lembro da quilometragem e centenas de ladeiras pelo caminho rsrsr.

Tecnologia do Blogger.